Análises Químicas


Em que consiste a descoberta de novas teorias, novos elementos e até mesmo novos produtos? Tudo parte de um lugar em comum: análises em laboratório. Afinal, esse ambiente já era conhecido pelos antigos alquimistas, na verdade não foi preciso um laboratório moderno para a ciência chegar ao que é hoje: as condições precárias não impediram um avanço significativo nas análises químicas.

O laboratório pode ser definido como sendo o recinto apropriado para a execução de experimentos, é indispensável que tenha água em abundância, ser bem iluminado, provido de eletricidade, enfim, que permita a execução de análises químicas de forma correta, dentro dos padrões exigidos.

Análise química é o conjunto de técnicas de laboratório utilizadas na identificação das espécies químicas envolvidas em uma reação, como também a quantidade dessas espécies.

As análises químicas podem ser realizadas de três diferentes formas: quantitativamente, qualitativamente ou apenas imediata.

Análise imediata: consiste em isolar as espécies que constituem o material, esse isolamento pode ser feito manualmente. Por exemplo, se queremos analisar uma amostra sólida e esta estiver inserida em um meio líquido, é preciso retirar este sólido do meio aquoso;

Análise qualitativa: essa etapa identifica a composição do material, é preciso instrumentos apropriados para executar este procedimento. O resultado neste caso pode ser obtido pela mistura de outro componente à mistura;

Análise quantitativa: é a análise mais criteriosa, além de saber do que se trata o material ainda é preciso saber a quantidade do componente em questão dentro da amostra.

Foi seguindo esses passos básicos que a ciência evoluiu e chegou ao que é hoje: essencial na descoberta de curas de doenças, na tecnologia, entre outros benefícios.

 

Por líria alves de souza


Notícia enviada em 23/08/2011

Outras notícias

12/10/2011 –  Introdução à Química
23/08/2011 –  Análises Químicas